Banda larga popular Net: conheça as opções baratas que a net oferece

Hoje, realizamos as mais diversas tarefas pela internet, seja ler notícias, pagar contas e realizar compras, facilidade que faz com que nosso cotidiano fique muito mais fácil, mas essa facilidade não é acessível a todos.

Isso ocorre pois, com o alto preço da internet do Brasil, famílias de baixa renda não possuam condição em ter esse bem em casa, mas essa realidade muda com a Banda larga popular Net.

O Programa Nacional de Banda Larga Popular visa junto com as operadoras de telefonia parceiras, como a Net, oferece planos de internet mais acessíveis, principalmente para atender a população de baixa renda.

A Banda larga popular Net, inclusive, foi uma das primeiras no Brasil a oferecer este serviço mais acessível. Veja abaixo então as opções baratas que a net oferece.

Banda larga popular Net conheça as opções baratas que a net oferece

O que é a Banda larga popular Net?

Como já citamos, a Net foi uma das primeiras operadoras de telefonia e internet a aderir à proposta do Programa Nacional de Banda Larga Popular, que foi criada pelo Governo Federal no ano de 2011.

Neste programa, em troca de incentivos fiscais para as empresas que fazem parte do programa, as operadoras aceitaram passam a incluir um plano de banda larga mais acessível em sua lista de planos.

O objetivo do programa, é levar a internet de qualidade para todo o Brasil, e democratizar esse benefício a todos os cidadãos.

A Banda larga popular Net tem ajudado muitas pessoas a se manterem conectadas, usando uma internet de qualidade e veloz.

Planos oferecidos pela banda larga popular net

A Banda larga popular Net oferece planos com 1 MB, 1,5 MB e 2 MB de internet, havendo mais de uma opção para você escolher.

A Net se diferencia, já que dificilmente você outra operadora oferecendo planos de 1 MB e 1,5 MB, já que são menos lucrativas.

O plano de internet mais popular dentro da Banda larga popular Net é o de 2 Mega, mas que pode depender da disponibilidade dependendo da região onde se vive.

Banda larga popular Net vírtua 2 Mega

A NET possui um plano de internet popular de 2 Mega, considerada uma velocidade ideal para quem usa pouco esse serviço.

Com a Banda larga popular Net Vírtua de 2 Mega é possível você ler notícias, usar as redes sociais, usar seu e-mails, e afins.

O único ponto negativo é a falta de um modem com Wi-Fi e outros tipos de serviços adicionais, mas isso é compensado pela velocidade de internet oferecida.

A Banda larga popular Net é boa?

A Banda larga popular Net foi avaliada pela Anatel, a Agência Nacional de Telecomunicações, sendo considerada uma das melhores banda larga do país e possuir um dos preços mais competitivo do mercado por Mega de velocidade.

Mas, é preciso entender que quanto mais baixo o valor do plano, mais a tende a cair velocidade fazendo jus aos valores.

Mas, você ainda conseguirá acessar os principais portais de notícias, conversar com amigos nas redes sociais, ler e enviar e-mails, pagar contas, comprar pela internet e afins.

Também, se você precisa de mais velocidade para a sua internet, a Net conta com diversas opções de ofertas que cabem no seu bolso e combinam com o seu perfil de consumo desse benefício.

Agora, se os 2 Mega da Banda larga popular Net suprem a suas necessidades, você deve conhecer hoje mesmo mais sobre esse serviço, e passar a se manter conectado no mundo por um preço mais acessível.

Posted on

Entendendo a resposta ao estresse

Uma situação estressante – se algo ambiental, como um prazo de trabalho iminente, ou psicológico, como a persistente preocupação com a perda de um emprego – pode desencadear uma cascata de hormônios do estresse que produzem mudanças fisiológicas bem orquestradas. Um incidente estressante pode fazer o coração bater e acelerar a respiração. Músculos tensos e gotas de suor aparecem.

Essa combinação de reações ao estresse também é conhecida como resposta “lutar ou fugir” porque evoluiu como um mecanismo de sobrevivência, permitindo que pessoas e outros mamíferos reajam rapidamente a situações de risco de vida. A sequência cuidadosamente orquestrada, mas quase instantânea, de alterações hormonais e respostas fisiológicas ajuda alguém a combater a ameaça ou a fugir para a segurança. Infelizmente, o corpo também pode reagir exageradamente a estressores que não ameaçam a vida, como engarrafamentos, pressão de trabalho e dificuldades familiares.

Ao longo dos anos, os pesquisadores aprenderam não apenas como e por que essas reações ocorrem, mas também obtiveram uma visão sobre os efeitos a longo prazo que o estresse crônico exerce sobre a saúde física e psicológica. Com o tempo, a ativação repetida da resposta ao estresse prejudica o corpo. Pesquisas sugerem que o estresse crônico contribui para a hipertensão, promove a formação de depósitos obstrutivos de artérias e causa alterações cerebrais que podem contribuir para a ansiedade, a depressão e o vício. Mais pesquisas preliminares sugerem que o estresse crônico também pode contribuir para a obesidade, tanto por mecanismos diretos (fazendo com que as pessoas comam mais) ou indiretamente (diminuindo o sono e os exercícios).

Soando o alarme

A resposta ao estresse começa no cérebro. Quando alguém confronta um carro que se aproxima ou outro perigo, os olhos ou ouvidos (ou ambos) enviam a informação para a amígdala, uma área do cérebro que contribui para o processamento emocional. A amígdala interpreta as imagens e sons. Quando percebe o perigo, envia instantaneamente um sinal de socorro ao hipotálamo.

Centro de comando

Quando alguém experimenta um evento estressante, a amígdala, uma área do cérebro que contribui para o processamento emocional, envia um sinal de socorro ao hipotálamo. Esta área do cérebro funciona como um centro de comando, comunicando-se com o resto do corpo através do sistema nervoso, para que a pessoa tenha energia para lutar ou fugir.

Homens que sofrem com frequências de estresse costumam ter vários tipos de outros problemas, como a ejaculação precoce, o que acaba prejudicando fortemente as suas relações amorosas. Não sabendo como se curar, é nessa hora que vem a grande dúvida: Ejaculação precoce qual médico procurar? Há vários tipos de ajudas que o homem pode procurar, mas o mais indicado é o urologista ou até um psicólogo.

O hipotálamo é um pouco como um centro de comando. Essa área do cérebro se comunica com o resto do corpo através do sistema nervoso autônomo, que controla funções corporais involuntárias como respiração, pressão sangüínea, batimentos cardíacos e a dilatação ou constrição dos principais vasos sangüíneos e pequenas vias aéreas nos pulmões chamadas bronquíolos. O sistema nervoso autônomo tem dois componentes, o sistema nervoso simpático e o sistema nervoso parassimpático. O sistema nervoso simpático funciona como um pedal de gasolina em um carro. Aciona a resposta de luta ou fuga, fornecendo ao corpo uma explosão de energia para que ele possa responder aos perigos percebidos. O sistema nervoso parassimpático age como um freio. Promove a resposta “descansar e digerir” que acalma o corpo depois que o perigo passou.

Depois que a amígdala envia um sinal de socorro, o hipotálamo ativa o sistema nervoso simpático enviando sinais através dos nervos autonômicos para as glândulas supra-renais. Essas glândulas respondem bombeando o hormônio epinefrina (também conhecido como adrenalina) para a corrente sanguínea. Como a epinefrina circula pelo corpo, ela provoca várias alterações fisiológicas. O coração bate mais rápido que o normal, empurrando o sangue para os músculos, coração e outros órgãos vitais. A taxa de pulso e a pressão sanguínea aumentam. A pessoa que passa por essas mudanças também começa a respirar mais rapidamente. Pequenas vias aéreas nos pulmões se abrem. Dessa forma, os pulmões podem absorver o máximo de oxigênio possível a cada respiração. O oxigênio extra é enviado para o cérebro, aumentando o estado de alerta. Visão, audição e outros sentidos se tornam mais nítidos. Enquanto isso, A epinefrina desencadeia a liberação de açúcar no sangue (glicose) e gorduras de locais de armazenamento temporário no corpo. Esses nutrientes entram na corrente sanguínea, fornecendo energia para todas as partes do corpo.

Todas essas mudanças acontecem tão rapidamente que as pessoas não estão cientes delas. Na verdade, a fiação é tão eficiente que a amígdala e o hipotálamo iniciam essa cascata antes mesmo de os centros visuais do cérebro terem a chance de processar completamente o que está acontecendo. É por isso que as pessoas conseguem saltar do caminho de um carro que se aproxima, mesmo antes de pensarem sobre o que estão fazendo.

À medida que o surto inicial de epinefrina diminui, o hipotálamo ativa o segundo componente do sistema de resposta ao estresse – conhecido como o eixo HPA. Esta rede consiste no hipotálamo, na glândula pituitária e nas glândulas supra-renais.

O eixo HPA conta com uma série de sinais hormonais para manter o sistema nervoso simpático – o “pedal do acelerador” – pressionado. Se o cérebro continua a perceber algo tão perigoso, o hipotálamo libera o hormônio liberador de corticotropina (CRH), que viaja para a glândula pituitária, desencadeando a liberação do hormônio adrenocorticotrófico (ACTH). Este hormônio viaja para as glândulas supra-renais, levando-os a liberar cortisol. O corpo permanece acelerado e em alerta máximo. Quando a ameaça passa, os níveis de cortisol caem. O sistema nervoso parassimpático – o “freio” – amortece a resposta ao estresse.

Técnicas para combater o estresse crônico

Muitas pessoas não conseguem encontrar uma maneira de frear o estresse. O estresse crônico de baixo nível mantém o eixo HPA ativado, muito parecido com um motor em marcha lenta muito alto por muito tempo. Depois de um tempo, isso tem um efeito sobre o corpo que contribui para os problemas de saúde associados ao estresse crônico.

Os surtos de epinefrina persistentes podem danificar os vasos sanguíneos e as artérias, aumentando a pressão arterial e aumentando o risco de ataques cardíacos ou derrames. Níveis elevados de cortisol criam mudanças fisiológicas que ajudam a repor as reservas de energia do corpo que se esgotam durante a resposta ao estresse. Mas eles contribuem inadvertidamente para o acúmulo de tecido adiposo e ganho de peso. Por exemplo, o cortisol aumenta o apetite, de modo que as pessoas vão querer comer mais para obter energia extra. Também aumenta o armazenamento de nutrientes não utilizados como gordura.

Felizmente, as pessoas podem aprender técnicas para combater a resposta ao estresse.

Resposta de relaxamento. O Dr. Herbert Benson, diretor emérito do Instituto Benson-Henry de Medicina do Corpo Mental do Hospital Geral de Massachusetts, dedicou grande parte de sua carreira a aprender como as pessoas podem combater a resposta ao estresse usando uma combinação de abordagens que provocam a resposta de relaxamento. Estes incluem respiração abdominal profunda, foco em uma palavra suave (como paz ou calma), visualização de cenas tranquilas, oração repetitiva, ioga e tai chi.

A maioria das pesquisas que utilizam medidas objetivas para avaliar a eficácia da resposta de relaxamento ao combater o estresse crônico foi conduzida em pessoas com hipertensão e outras formas de doença cardíaca. Esses resultados sugerem que a técnica pode valer a pena – embora, para a maioria das pessoas, não seja uma cura para todos. Por exemplo, pesquisadores do Massachusetts General Hospital conduziram um estudo duplo-cego, randomizado e controlado com 122 pacientes com hipertensão, com 55 anos ou mais, em que metade foi designada para treinamento de relaxamento e a outra metade para um grupo controle que recebeu informações sobre sangue. Controle de pressão. Após oito semanas, 34 das pessoas que praticaram a resposta de relaxamento – um pouco mais da metade – conseguiram uma redução da pressão arterial sistólica de mais de 5 mmHg, e, portanto, eram elegíveis para a próxima fase do estudo, na qual poderiam reduzir os níveis de medicação para pressão sanguínea que estavam tomando. Durante essa segunda fase, 50% conseguiram eliminar pelo menos um medicamento para pressão arterial – significativamente mais do que no grupo controle, onde apenas 19% eliminaram a medicação.

Atividade física. As pessoas podem usar o exercício para sufocar o acúmulo de estresse de várias maneiras. O exercício físico, como a caminhada rápida logo após sentir-se estressado, não apenas aprofunda a respiração, mas também ajuda a aliviar a tensão muscular. Terapias de movimento, como ioga, tai chi e qi gong combinam movimentos fluidos com respiração profunda e foco mental, que podem induzir a calma.

Suporte social. Confiantes, amigos, conhecidos, colegas de trabalho, parentes, cônjuges e companheiros fornecem uma rede social que aumenta a vida – e podem aumentar a longevidade. Não está claro o porquê, mas a teoria do buffering sustenta que as pessoas que gostam de relacionamentos íntimos com a família e os amigos recebem apoio emocional que indiretamente ajuda a sustentá-las em momentos de estresse e crise crônicos.

Posted on

Torne-se um especialista em tecnologia de TV com nosso guia de compras de TV em 4K

Comprando uma nova TV 4K e se sentindo um pouco perdido? Nós estamos aqui para ajudar.

Com o advento das TVs 4K (e HDR), a qualidade de imagem nunca foi mais nítida, mais brilhante ou mais colorida. As TVs ficam mais finas, enquanto as telas ficam maiores, e cada vez mais TVs integram recursos e serviços que reduzem a necessidade de dispositivos extras.

Lista de TVIP – https://orangeiptv.com.br/

Mas todos esses saltos tecnológicos levaram a uma complexidade maior e, francamente, comprar uma nova TV pode ser esmagador. Decifrar todas as siglas relacionadas à tecnologia é uma tarefa árdua e, às vezes, pode ser difícil perceber as diferenças entre mudanças sutis de frases e tecnologias.

Para ajudar a decifrar a loucura, reunimos as ferramentas de que você precisa para navegar no mundo das TVs 4K e tomar a decisão certa quando você finalmente decidir puxar o gatilho.

TAMANHO E CONFIGURAÇÃO

Quando você está olhando para uma nova TV, a primeira coisa a verificar é quanto espaço você tem na sua sala de entretenimento. Lembre-se de que as telas da TV são medidas na diagonal, por isso, quando você vê uma TV listada como 65 polegadas, essa é a medida diagonal, não a altura ou a largura.

Essas dimensões podem ser encontradas na página de produtos de uma TV e são frequentemente listadas nas resenhas. A maioria das salas de estar funciona bem com uma TV de 50 polegadas ou maior, embora você possa ir tão grande quanto o seu centro de entretenimento – e a carteira – permitir.

Se você for usar um suporte de TV, certifique-se de incluir as dimensões do suporte em seus cálculos para garantir um bom ajuste. Também é importante entender que cada vez mais TVs são montadas em pernas no exterior, em vez de bases no centro, o que requer ainda mais espaço.

RESOLUÇÃO

A resolução HD, ou Full HD 1080p, costumava ser a resolução de tela padrão, mas isso não é mais o caso. A indústria passou a adotar o 4K Ultra HD – que oferece quatro vezes a resolução de pixels do HD 1080p – como o novo padrão. A resolução mais recente oferece todos os benefícios esperados de um aumento tão grande na contagem de pixels; a imagem é mais nítida, detalhes precisos são claros e visíveis, e você pode sentar-se mais perto de TVs maiores sem degradação notável da imagem.

É claro, alguns fabricantes ainda estão produzindo telas de 1080p ou 720p, mas geralmente são as TVs de menor qualidade com os menores tamanhos de tela dentro da linha de um determinado fabricante. Portanto, mesmo que o 4K ainda seja relativamente novo, é provável que qualquer nova TV que você esteja pesquisando tenha resolução 4K UHD. Não se preocupe em ter que procurar um – eles virão até você.

Embora a quantidade de conteúdo 4K ainda esteja por trás do hardware que a exibe, uma resolução ainda maior está em andamento: 8K. Com quatro vezes a resolução de pixels de 4K e 16 vezes a resolução de HD, o 8K é outra grande atualização na qualidade da imagem. Não se preocupe se você deve ou não aguentar, já que a tecnologia ainda está em seus estágios iniciais.

Embora existam TVs 8K, elas são principalmente protótipos ou destinadas a uso profissional, e o conteúdo de 8K mal chega a ser registrado na escala. Então, vá em frente e mantenha o foco em 4K UHD ao procurar uma TV para comprar.

HDR

HDR é curto para alta faixa dinâmica. Essa tecnologia aumenta o contraste da imagem de uma TV, o que se traduz em um brilho mais preciso e tons de cores ainda mais precisos para uma imagem mais vibrante e realista de sua TV. Existem vários níveis de qualidade HDR, bem como diferentes formatos como HDR10 e HDR10 + , Dolby Vision e Hybrid Log Gamma.

Tudo isso pode parecer complicado, mas o resultado final é essencialmente o mesmo, apenas em graus variados de qualidade e casos de uso. As revisões do produto ajudarão você a ver como os recursos de HDR em qualquer TV em particular se comparam a outros em seu nível de preço, incluindo níveis de brilho, contraste e qualidade de imagem geral.

TVS INTELIGENTES

As Smart TVs conectam-se diretamente à Internet, seja via cabo Wi-Fi ou Ethernet (geralmente ambos), e vêm com aplicativos de streaming integrados, como Netflix, Hulu, HBO Now e outros. Alguns até têm   recursos internos do Google Chrome castou plataformas mais completas, como os modelos Roku TV ou Amazon Fire TV Edition.

Você pode transmitir programas e filmes, jogar e até mesmo navegar na Web (embora com uma capacidade limitada) em alguns modelos. Assim como dissemos em relação à resolução de 4K UHD, a grande maioria das TVs disponíveis agora são Smart TVs, portanto, você não precisará sair do caminho para encontrar uma.

Os recursos da Smart TV são convenientes e a integração de aplicativos de streaming e outros serviços diretamente na TV libera espaço e portas HDMI. Dito isso, você sempre pode atualizar qualquer TV com um dispositivo de streaming como o Amazon Fire TV Stick ou o Roku Stick , ou decodificadores como o Nvidia Shield, para obter todos esses recursos de TV inteligente em um pacote conveniente. Isso é importante porque muitas interfaces de TV inteligente deixam muito a desejar.

Posted on

O que fazer quando você acaba de ser demitido

Na semana passada me disseram que minha posição no meu dia de trabalho está sendo eliminada. É a segunda vez que isso acontece nos últimos dois anos. A primeira vez, foi em circunstâncias muito diferentes. Para ser sincero, ser dispensado de um show que me causou estresse emocional e mental foi um alívio. Desta vez, depois de um dia deprimido, só pude perguntar: “OK, Universo, o que vem a seguir?”

Ainda assim, todo mundo quer estar no controle de seu destino. Não importa qual seja o motivo, pode ser um verdadeiro golpe dizer que seu chefe está eliminando sua vaga – ou, pior ainda, apenas para receber um boletim rosa sem nenhuma conversa, apenas uma data final e um sorriso. Mas saiba agora o que você deve fazer se cair em uma situação dessas:

Acalme seus sentimentos!

Quando você é chamado ao escritório do seu chefe para aquela conversa sobre o término da sua posição, há um monte de sentimentos que vêm com isso. Mesmo se você já estivesse planejando sair, você pode se sentir degradado, envergonhado, triste, irritado e talvez um pouco aliviado.

Ser demitido é difícil porque todos querem deixar uma situação em seus próprios termos. Tenha isso em mente: Você pode estar em seus sentimentos pelo tempo que precisar. Não deixe ninguém lhe dizer para “sugar” ou empurre-o para sorrir quando você simplesmente não quiser. É saudável sentir dor e tristeza.

Mais importante – especialmente nos primeiros dias após receber a notícia – evite impulsos destrutivos para ignorar seus sentimentos ou entorpecê-los. A pior coisa que você pode fazer quando está arrasada é tentar comer, beber, fumar ou estragar seus sentimentos. Sinta seus sentimentos e trabalhe através deles. Sente-se com eles. Como dizem, não há crescimento na zona de conforto nem conforto na zona de crescimento. Você precisa estar saudável para o próximo passo.

Você não está sozinho

Apesar de ser demitido é difícil, e algumas pessoas vão fazer julgamentos errados sobre você com base no fato de que você perdeu seu emprego, lembre-se que você não é a primeira pessoa a ser demitida. E você não será o último. Na verdade, alguns empregadores vêem a capacidade de passar por um revés e aterrissar em seus pés como um ponto de venda.

Comece já procurar um novo emprego

Você já fez o agendamento seguro desemprego, agora você pode estar pensando que é só receber o benefício, e tirar umas “férias”. Mas isso é um erro, o país passa por uma forte crise, não é momento de depender só do seguro desemprego. E se quando acabar o benefício, você não encontrar outro emprego? Por isso é importante que você já saia em busca de uma nova vaga.

Uma vez que permanecer ativo é a melhor maneira de superar a má experiência, e você quer evitar grandes lacunas no seu currículo, você deve começar sua busca de emprego o mais rápido possível.

A primeira impressão é a que fica

Não deixe que a primeira coisa que você deixe escapar em uma entrevista de emprego seja: “Eu fui demitido em meu último emprego”, se você pensou que era a coisa mais importante sobre você, então o empregador também o faria. Não, a primeira coisa que você deve deixar escapar são suas habilidades, sua experiência e seu entusiasmo por essa empresa onde está entrevistando. (Isso ajuda, mais do que um pouco, se você fez alguma pesquisa sobre essa empresa, na biblioteca, na Internet, entre seus amigos, antes de entrar lá.) Salve a discussão sobre seu trabalho anterior e a maneira como você. Deixá-lo, para mais tarde na entrevista, depois que o empregador mostrou algum interesse em realmente contratar você. (Até então, seu histórico de trabalho anterior é absolutamente irrelevante.)

Posted on