Smartphone da Amazon com Android
Android

Rumor revela detalhes sobre o Amazon Blaze

Ultimamente a Amazon tem sido bastante comentada devido ao lançamento da Appstore para Android, inclusive, a própria Appstore foi dita como rumor meses antes do seu lançamento. Dessa vez o rumor que ronda a Amazon é que ela está preparando um dispositivo com Android, originalmente o rumor dizia que ela estaria construindo um tablet, mas novos rumores estão dizendo que está produzindo um Smartphone.

 Smartphone da Amazon com AndroidSe os rumores estiverem corretos, o Amazon Blaze vai possuir um Display Mirasol com 4,3 polegadas, uma câmera de 8 megapixels na parte traseira com uma câmera VGA na frente, processador MSM8660 Snapdragon 1.2GHz dual-core da Qualcomm , um inédito 32 GB de armazenamento interno, uma tecnologia chamada MHL que é capaz de fazer com que você conecte USB em uma porta HDMI. Quase tudo que você poderia querer em um smartphone moderno está dentro no Amazon Blaze, sem contar as funcionalidades extras que ele deve possuir com a Amazon.

As imagens e as especificações pertencem ao suposto dispositivo da Amazon, que segundo os rumores será chamado de Amazon Blaze. À primeira vista o aparelho não é nada desprezível, mas todos nós sabemos um smartphone de 4,3 polegadas não dá necessariamente a uma grande experiência para o usuário. No entanto, se tratando da Amazon, o aparelho deve ser um forte concorrente pro mundo do Android quando ele for lançado.

Quanto ao software, ele provavelmente vai ser o lançamento com o Android 2.3, mas será todo customizado pela Amazon – eles estão chamando esta customização de Blaze UI. E ela supostamente vai ser projetada para se integrar com muitos serviços da Amazon, incluindo livros, aplicativos, música, e assim por diante.

Parece que a próxima geração de smartphones vai ser essa. O dispositivo é está programado para ser lançado em agosto. Porém não foi divulgado se os serviços da Amazon vão funcionar para usuários froa dos EUA. Pois no caso da Appstore não foi funciona.

Via: Phandroid

Standard
Será isso mesmo que a Claro quer?
Android

O “adeus” do Gmail e Google Talk no Android na Claro

Nada justifica que o Android é livre ao ponto da sua operadora preparar uma armadilha pra você. Operadoras são sinonimos de nojo e chatisse, porém, há como compartilhar isto de forma ideal para se conviver com elas, no mesmo caso algumas que não que posso citar de exemplo os fatos épicos que a AT&T faz de tudo para parecer incoveniente, e a inconveniência atrapalha-nos dia após dia – como o “tethering livre” do iPhone. Agora a Claro nos apronta a desmerecida novidade que eles fazem no Galaxy S. E qual é? Gmail e Google Talk fora do sistema que é da Google. Afinal, o que seria um sistema da Google sem o principal aplicativo de conversação?

Será isso mesmo que a Claro quer?

Será isso mesmo que a Claro quer?

Há dias eu venho reclamando da TIM e sua atuação de por Opera Mini com Yahoo nos aparelhos que usam o serviço deles, e dentre outros que rolam por aí, sendo que o módulo padronizado de pesquisa padrão no navegador é o Google que foi expulso do Opera Mini após conexão via 3G nos celulares via TIM nos aparelhos que contenham o navegador.

Nosso amigo Caio Furtado já falou sobre a fragmentação do Android, que é uma dura realidade marcante na vida de qualquer consumidor da plataforma, e sabemos que um dos fatores que falarei agora se resume na fragmentação também. Por sorte, deles, é do fator favorável aos desenvolvedores das empresas que bolam isso, e a Google não pode fazer nada a respeito.

O que acontece é o seguinte: O Android tem a consciência de software livre, que no mesmo momento você poderá fazer sua versão dele, mas eu até hoje nunca soube fazer isso. Dando uma pequena réplica sobre isso, o Android pode ser modificado de qualquer jeito pelo fabricante ou operadora, isso é o que gera a fragmentação. A Samsung pode fazer uma atualização do Android do 2.2 para 2.3 no Galaxy S, mas a operadora pode fazer uma própria atualização, que é mal recomendada pelos limites que eles impõem – acredite o que quiser, se tiver atualização pela operadora, corra o máximo que puder dela, sempre há um limite desumano nelas. Sendo que nessas atualizações, pode fazer que nem fazemos no Linux, que uma versão do Ubuntu virá com KDE e a outra com Unity, e sucessivamente (cada versão pode vir com um ambiente gráfico).

Enfim, vamos ao que interessa… A Claro criou uma forma de retirar o Google Talk e Gmail dos aparelhos Galaxy S da Samsung. Uma vez que os aplicativos são retirados, você vai perder a função até restaurar o aparelho com um arquivo de atualização que tenha o recurso – a remoção de um aplicativo nativo da Google causa a eliminação do recurso naquela ROM. Segunda a explicação da operadora, você acessar a Android Market e baixar o Google Talk e Gmail, e a remoção foi para dar apoio aos recursos vindos da empresa e operadora . Quem eles querem enganar? A comunidade geek deve ter se revoltado em questão de segundos quando lera a notícia toda pela internet, gravidade extrema.

Aprendemos algumas regras de quando começamos com a “fuga” da falta de atualização das empresas fundadoras dos aparelhos de criar uma atualização personalizada e fundada pela comunidade, sendo que isto ajuda pra caramba. Nem tudo quando se atualiza desta seguinte forma pode ser evidente que funcione nos trinques, que é a mesma coisa que fazer jailbreak e desbloqueio num iPhone e ficar sem GPS (que é caso bem frequente em algumas versões do sistema). No Android há métodos de software livre, mas a Google não vai fazer nada, pois é direito deles (1 ponto para a Claro).

Acontece o seguinte, tem até como recuperar os apps, que é restaurando por meio de um arquivo update.zip que se deve validar no menu de configurações, mas me diz uma, quem é que vai saber disso sem ter que dar a volta na internet? É claro e evidente que isto nunca será resurgido das nuvens e que a Google vai dizer gtalk and gmail instalare! e vai instalar que nem mágica absurda, será contigo por conta e risco e possivelmente fim da garantia – por isso que eu digo para ter cuidado se você é usuário leigo do papo.

Dito e lido isto, aproveitem para pensar bem em comprar seu smartphone (relação custo e benefício, empresa e operadora competente), e se for Android, fique atento com tudo que aparecer. Também tem uma coisa, essa foi para lhe tacar no fundo do poço ou para se achar dizendo que só os seus parceiros podem se dar bem na jogada? Se fosse a Samsung intrometeria nos direitos da Claro barrando isso, isso na minha opinião, e a sua?

[ad#336×280-adsense-box-quadrado]

Standard
Amazon Android App Store
Android

Amazon Appstore para Android já está disponível

Amazon Android App Store

Um sujeito muito esperto decidiu adicionar aplicativos na Amazon Appstore e foi recompensado com uma lista de 48 aplicativos para Android e os seus preços! Para visualizar, você precisa estar logado, caso contrário você vai ver apenas as recomendações de outros produtos.

Quando você logar, você verá que os preços são visíveis, e eles são diferentes da Android Market. Na maiorida dos aplicativos, a Android Market é mais barato, porém você pode ver alguns aplicativos exclusivos da Amazon como o Call of Duty: Modern Warfare. Veja nessa planilha a comparação de preços entre a Amazon Appstore e Android Market.

Há uma possibilidade de que a Amazon tire do ar o site, pois ela não divulgou oficialmente o seu link. Mas de qualquer maneira em breve ela será lançada pois o Angry Birds Rio será lançado dentro de algumas semanas e será exclusivo da Amazon App Store.

Standard
Android, Video Games

Angry Birds Rio para Android vai ser exclusivo da Amazon App Store


Se você é um fã de Angry Birds e possui um dispositivo com Android, então está notícia deve lhe interessar. Lembram daquela edição especial do Angry Birds para o filme RIO? Pois é, você não poderá baixá-lo pela Android Market. Em vez disso, ele estará disponivel na App Store da Amazon.

Isso é uma vitória muito importante para a Amazon, considerando o sucesso da franquia do Angry Birds. Se você está procurando uma maneira infalível de atrair clientes para sua nova loja, provavelmente não há melhor maneira de fazê-lo com que eles sejam obrigados a baixar por ela caso queiram jogar a nova edição do jogo mais popular para smartphones.

A Rovio anunciou uma data de lançamento para o dia 15 de abril. Se o anuncio for verdadeiro, você já sabe que a Amazon App Store estará disponível basicamente na mesma época.

[ad#336×280-em-cim]

via [Rovio]

Standard
Android e iPhone 4
Android

Licenças Open Source de vários aplicativos de Android e iOS podem estar sendo violadas

Android e iPhone 4A empresa OpenLogic revelou durante uma conferencia de desenvolvedores do Android, a AnDevCon, que uma grande quantidade de aplicativos populares para Android e iOS podem estar violando as licenças Open Source. Isso poderia trazer muitos problemas para esses aplicativos, como aconteceu anteriormente entre o VLC Player e a Apple, no qual o VLC foi excluído da App Store por violar essas licenças.

Por enquanto os nomes dos aplicativos não foram citados para não comprometer ninguém. Mas a pesquisa revela que de 635 dos aplicativos que foram analisados(112 no Android e 523 no iOS) cerca de 71% estavam em desacordo com as licenças. E por incrível que pareça, alguns até mentiam e falavam que detinham plenos direitos de copyright sobre todo o conteúdo do aplicativo.

O objetivo da pesquisa é deixar bem claro para os desenvolvedores que só porque o código é aberto não significa que você pode se beneficiar dele, é preciso saber se você tem autorização para usá-lo, e como você viu, a grande maioria dos desenvolvedores não verificam se tem permissão ou não.

[ad#336×280-adsense-box-quadrado]

Com informações: Mac Magazine.

Standard
paypal-android
Android

PayPal vai dar até 25 mil dolares para desenvolvedores

O PayPal anunciou o seu mais recente desafio para desenvolvedor hoje, com foco no sistema operacional Android. O desafio se chama PayPal X Developer Challenge for Android.

Nos últimos anos o PayPal, que é controlado pelo eBay, vem fazendo um grande esforço para recrutar desenvolvedores que irão incorporar a tecnologia de pagamento em seus sites e aplicações. O PayPal não realizou apenas dois desafios para desenvolvedores, mas também iniciou a sua própria conferência de desenvolvedores , a PayPal X em São Francisco.

Aplicativos para dispositivos móveis sempre tem sido o centro das atenções nesses eventos. Nos eventos anteriores o foco não era para a plataforma do Android, e sim para o iOS da Apple. Esse é o terceiro evento que o PayPal organiza, o nos dois anos anteriores os vencedores foram o AppBacker, que ajuda os desenvolvedores a venderem as suas aplicações para o iPhone em atacado. E o outro vencedor foi o iConcessionStand, um aplicativo que criou um mercado para a compra de lanches e lembranças em estádios.

Mas o foco exclusivo o novo evento na móvel, e especificamente sobre o Android, definitivamente representa uma mudança. Veja como PayPal explicou:

O grande crescimento que a plataforma Android teve nos últimos anos criou uma grande oportunidade para os desenvolvedores. Vemos isso todos os dias com a apresentação de propostas utilizando a nossa plataforma. É por isso que decidimos fazer o nosso próximo desafio voltado para o aplicativos no Android.

O grande prêmio é de US$ 25.000 em sua conta PayPal, bem como marketing e relações públicas para ajudar na venda do seu aplicativo. O prazo para enviar o seu aplicativo para Android vai até o dia 03 de maio. Mais detalhes estão disponíveis aqui.

[ad#336×280-adsense-box-quadrado]

via [x]

Standard
Android Market Book
Android

Android Market agora oferece compras de ebooks

Android Market Book

Desde quando site do Android Market entrou no ar várias novidades surgiram. Agora você pode ver no site categorias de livros(ebooks). Infelizmente até o momento apenas os usuários que acessam a Android Market através de um tablet com Android Honeycomb 3.0 poderão visualizar o Android Market Books.

A homepage é bem semelhante ao site do Android Market, no qual os livros ficam divididos entre top pagos, top grátis, e os que foram adicionados recentemente. Escolha um livro que você deseja fazer o download, e ele será adicionado na sua conta do Google Books. Você não precisa possuir um tablet para fazer uma compra desse tipo, por isso esperamos que essa categoria apareça em breve em dispositivos sem o Android 3.0 Honeycomb.

Você já podia comprar livros no Google Books, mas o Android Market irá proporcionar algo bem diferente, com promoções e novidades para atrair novos clientes.

Standard